Poeira Jogada ao Vento - Um texto de Victor S. Gomez

Poeira Jogada ao Vento - Um texto de Victor S. Gomez inspirado em You're A Big Girl Now de Bob Dylan.

Foi perto do verão
que eu vivi essa vida,
sempre foi assim,
dias quase felizes.
Hoje todas as lembranças são turvas,
e quase nem as percebo mais.
Você pode me deixar passar?
Saia do caminho,
você sabe que eu preciso seguir em frente,
e que todas as coisas porque passei me pesam muito,
saia,
preciso passar.
Lembre de tudo que fiz por nós,
dos livros que te dei,
de tudo que te ensinei,
tirei proveito e aprendi também.
Então imploro,
tire essa corrente do meu calcanhar,
isso me impede de ir em frente,
saiba que eu a arrasto desde muito tempo.
As partes que sobraram de mim,
não são mais as mesmas,
viraram poeira,
e desapareceram.
Meu coração se esticou,
fez a curva naquela esquina,
e está em algum lugar distante.
Ainda vejo as sombras,
ainda percebo os sons,
ainda consigo me ver,
naquela praia,
naquele ônibus no qual atravessamos aquele
mar,
naquele bar de esquina.
Pasmem,
ainda consigo falar sobre mim,
como se ainda existisse,
sim,
ainda existo,
poeira jogada ao vento,
lutando contra a corrente,
vendo nuvens onde só há fumaça.
Obrigado Deus pela chance que me deu,
de continuar vendo tudo com bons sentimentos,
com o olhar cheio de amor,
por conseguir sobreviver e ainda carregar
comigo as boas imagens que sobraram
em meu coração.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sobre meu Livro "Universo Interior"

Poesia - Cheiro nos Lençóis - Um texto de Victor S. Gomez

Piscina no Inverno Frio de Petrópolis